Ultimi post
Powered by Blogger.

Burguesia – Cazuza/Ezequiel Neves/George Israel

CazuzaBurguesia4

         

Burguesia – Cazuza 

Anno: 1989 
Etichetta: Universal Music 



Il disco “Burguesia” è acquistabile su: Amazon


Burguesia 
   
A burguesia fede 
A burguesia quer ficar rica 
Enquanto houver burguesia 
Não vai haver poesia 
A burguesia não tem charme nem é
discreta 
Com suas perucas de cabelos de
boneca 
A burguesia quer ser sócia do
Country 
A burguesia quer ir a New York
fazer compras 
Pobre de mim que vim do seio da
burguesia 
Sou rico mas não sou mesquinho 
Eu também cheiro mal 
Eu também cheiro mal 
A burguesia tá acabando com a
Barra 
Afunda barcos cheios de crianças 
E dormem tranqüilos 
E dormem tranqüilos 
Os guardanapos estão sempre
limpos 
As empregadas, uniformizadas 
São caboclos querendo ser ingleses 
São caboclos querendo ser ingleses 
A burguesia fede 
A burguesia quer ficar rica 
Enquanto houver burguesia 
Não vai haver poesia 
A burguesia não repara na dor 
Da vendedora de chicletes 
A burguesia só olha pra si 
A burguesia só olha pra si 
A burguesia é a direita, é a guerra 
A burguesia fede 
A burguesia quer ficar rica 
Enquanto houver burguesia 
Não vai haver poesia 
As pessoas vão ver que estão sendo
roubadas 
Vai haver uma revolução 
Ao contrário da de 64 
O Brasil é medroso 
Vamos pegar o dinheiro roubado da
burguesia 
Vamos pra rua 
Vamos pra rua 
Vamos pra rua 
Vamos pra rua 
Pra rua, pra rua 
Vamos acabar com a burguesia 
Vamos dinamitar a burguesia 
Vamos pôr a burguesia na cadeia 
Numa fazenda de trabalhos
forçados 
Eu sou burguês, mas eu sou artista 
Estou do lado do povo, do povo 
A burguesia fede - fede, fede, fede 
A burguesia quer ficar rica 
Enquanto houver burguesia 
Não vai haver poesia 
Porcos num chiqueiro 
São mais dignos que um burguês 
Mas também existe o bom burguês 
Que vive do seu trabalho
honestamente 
Mas este quer construir um país 
E não abandoná-lo com uma pasta
de dólares 
O bom burguês é como o operário 
É o médico que cobra menos pra
quem não tem 
E se interessa por seu povo 
Em seres humanos vivendo como
bichos 
Tentando te enforcar na janela
do carro 
No sinal, no sinal 
No sinal, no sinal 
A burguesia fede 
A burguesia quer ficar rica 
Enquanto houver burguesia 
Não vai haver poesia

Borghesia 
      
La borghesia puzza 
La borghesia vuol diventare ricca 
Fin quanto ci sarà borghesia 
Non ci sarà poesia 
La borghesia non ha charme e non è
discreta 
Con le sua parrucche di capelli da
bambola 
La borghesia vuol esser socia del
Country 
La borghesia vuol andare a New
York
a fare compere 
Povero me che sono venuto dal seno
della borghesia 
Sono ricco ma non sono meschino 
Anche io puzzo 
Anche io puzzo 
La borghesia sta ponendo fine alla
Barra1 
Affonda barche piene di bambini 
E dormono tranquilli 
E dormono tranquilli 
I tovaglioli sono sempre puliti 
Le domestiche, con uniformi 
Sono caboclos2 che vogliono essere
inglesi 
Sono caboclos che vogliono essere
inglesi 
La borghesia puzza 
La borghesia vuol diventare ricca 
Fino a quando ci sarà borghesia 
Non ci sarà poesia 
La borghesia non nota il dolore 
Della venditrice di gomme da
masticare 
La borghesia solo pensa a se stessa
La borghesia solo pensa a se stessa 
La borghesia è la giusta, è la guerra
La borghesia puzza 
La borghesia vuol diventare ricca 
Fin quando ci sarà borghesia 
Non ci sarà poesia 
Le persone vedranno che sono
derubate
Ci sarà una rivoluzione 
Al contrario del ‘64 
Il Brasile ha paura 
Andiamo a prendere il denaro rubato dalla
borghesia 
Scendiamo in strada 
Scendiamo in strada 
Scendiamo in strada
Scendiamo in strada 
In strada, in strada 
Eliminiamo la borghesia 
Facciamo saltare in aria la borghesia 
Mettiamo la borghesia in galera 
In una campagna ai lavori forzati 
Io sono borghese, ma sono artista 
Sto dal lato del popolo, del popolo 
La borghesia puzza – puzza,
puzza, puzza 
La borghesia vuol diventare ricca 
Fin quando ci sarà borghesia 
Non ci sarà poesia 
I maiali in un porcile 
Sono più degni di un borghese 
Ma esiste anche il borghese buono 
Che vive del suo lavoro onestamente
Ma questo vuol costruire un paese 
E non abbandonarlo con una
valigetta
piena di soldi 
Il borghese buono è come un operaio
E’ il medico che chiede meno
a chi non ha 
E si interessa del suo popolo 
Di esseri umani che vivono come
animali 
Tentando di strangolarti
dal finestrino dell’auto 
Al semaforo, al semaforo 
Al semaforo, al semaforo 
La borghesia vuol diventare ricca 
Fin quando ci sarà borghesia 
Non ci sarà poesia

 

Torna alla scheda dell’artista

CAZUZA

CazuzaBurguesia

Torna alla scheda dell’album

BURGUESIA

*traduzione non ufficiale

1 – il lungomare nei pressi dei porti

2 – discendente dall’unione tra indios e bianchi

Item Reviewed: Burguesia – Cazuza/Ezequiel Neves/George Israel Rating: 5 Reviewed By: Gianluigi D'Agostino