Ultimi post
Powered by Blogger.

Poema 30 – Jorge de Lima

image[3]

   

Jorge de Lima   

23 de abril de 1895, União dos Palmares
15 de novembro de 1953, Rio de Janeiro 

I libri di Jorge de Lima sono disponibili per l’acquisto su Abebooks

 

Poema 30  

Acontece que uma face
alta noite vem juntar-se
à minha face. Magia:
ela penetra em meus lábios,
em minha fronte, em meus olhos,
e eu não sei se é a minha face
ou se é a face do meu sono
ou da morte. Ou quem dirá?
Se de alguma criatura
composta apenas de face
incorpórea como o sono,
face de Lenora obscura
que penetra em minha sala
e do outro mundo me espia

Poema 30
 
Accade che un viso
a notte fonda viene ad unirsi
al mio viso. Magia:
Penetra nelle mie labbra,
nella mia fronte, nei miei occhi,
e non so se è il mio viso
o se è il viso del mio sonno
o della morte. O chissà?
Se di qualche creatura
composta appena di viso
incorporea come il sonno,
viso di Lenora oscuro
che penetra nella mia stanza
e dall’
altro mondo mi spia

 Torna alla scheda dell’autore

 JORGE DE LIMA

*traduzione non ufficiale

Item Reviewed: Poema 30 – Jorge de Lima Rating: 5 Reviewed By: Gianluigi D'Agostino