Ultimi post
Powered by Blogger.

A vida da Inocência – Gonçalves de Magalhaes

 

 

Gonçalves de Magalhaes

13 agosto 1811, Rio de Janeiro  
10 luglio 1882, Roma


A vida da inocência

A vida é plácida e bela
Para quem a não conhece,
E na cândida inocência
Qual puro jasmim floresce.
É uma aurora rosada,
Um sonho delicioso,
Para quem o arcano ignora
Deste mundo caviloso.
É um mel suave e grato
Para quem no lar paterno,
Co'a bênção dos seus maiores,
Recebe a bênção do Eterno.
É um celeste tesouro
Para a tenra criatura,
Que vive como tu vives,
Vida dos Anjos tão pura.
Só vive assim a inocência
De Deus amada e querida!
Oh inocência! perfume!
Oh doce orvalho da vida!
Filha de pais virtuosos,
Luminosa é tua estrela!
Vive para ornar o mundo,
Feliz, inocente e bela.

La Vita dell’Innocenza

La vita è placida e bella
Per chi non la conosce,
E nella candida innocenza
Qual puro gelsomin fiorisce.
E’ un’aurora rosata,
Un delizioso sogno,
Per chi l’arcano ignora
Di questo mondo capzioso.
E’ un miel soave e grato
Per chi nella dimora paterna,
Con la benedizione dei suoi avi
Riceve la benedizione dell’Eterno.
E’ un tesoro celeste
Per la tenera creatura,
Che vive come tu vivi,
Vita degli Angeli così pura.
Solo vive così l’innocenza
Di Dio amata e cara!
Oh innocenza! Profumo!
Oh dolce rugiada della vita!
Figlia di genitori virtuosi,
Luminosa è la tua stella!
Vive per ornar il mondo,
Felice, innocente e bella.

*traduzione non ufficiale


Torna alla scheda dell’autore

GONçALVES DE MAGALHAES


Tratto da: Suspiros Poéticos e Saudades

Item Reviewed: A vida da Inocência – Gonçalves de Magalhaes Rating: 5 Reviewed By: Gianluigi D'Agostino