Expectativa – Henriqueta Lisboa - Cultura Brasil

Henriqueta Lisboa


15 luglio 1901, Lambari
9 ottobre 1985, Belo Horizonte

 henriqueta-lisboa1

   

Expectativa


Neste instante em que espero

uma palavra decisiva,

instante em que de pés e mãos

acorrentada estou,

em que a maré montante de meu ser

se comprime no ouvido à escuta,

em que meu coração em carne viva

se expõe aos olhos dos abutres

num deserto de areia,

— o silêncio é um punhal

que por um fio se pendura

sobre meu ombro esquerdo.

E há uma eternidade

que nenhum vento sopra neste deserto!

Attesa


In quest’istante che aspetto

una parola decisiva,

istante in cui, mani e piedi

incatenata son,

in cui la marea del mio essere elevandosi

si comprime nell’orecchio ad ascoltar,

in cui il mio cuor carne viva

si espone agli occhi degli avvoltoi

in un deserto di sabbia,

- il silenzio è un pugnale

appeso ad un filo

sulla mia spalla sinistra.

Ed è da un’eternità

che nessun vento soffia su questo deserto!




 

















Torna alla scheda dell’artista


HENRIQUETA LISBOA


 

*traduzione non ufficiale


Dal libro: Henriqueta Lisboa, in "Prisioneiro da noite", 1941.

Pages