Ultimi post
Powered by Blogger.

Rifa-se um Coraçao - Clarice Lispector


Si Arriffa un Cuore

Si arriffa un cuore quasi nuovo.
un cuore idealista.
Un cuore come pochi.
Un cuore secondo la moda antica.
Un cuore giocherellone
che insiste a far ricongiungere i pezzi a chi lo usa.

Si arriffa un cuore
che in realtà è poco usato, mezzo abituato alla sofferenza,
molto rotto e che si ostina ad alimentare sogni
e coltivare illusioni.
Un poco contraddittorio
che mai si rassegna a credere alle persone.
Un imprudente e precipitoso cuore
che crede che Tim Maia era sicuro quando
scrisse...
"..non voglio denaro, io voglio amor sincero, è questo che io
aspetto..."
Un idealista...
Un vero sognatore

Si arriffa un cuore che mai impara.
Che non diventa duro, e mantiene sempre la speranza di essere felice,
essendo semplice e naturale.
Un cuore insensato
che comanda il razionale
essendo pazzo abbastanza da innamorarsi.
Un furioso suicida
che vive cercando relazioni ed emozioni reali.

Si arriffa un cuore
che insiste nel commettere sempre gli stessi errori.
Questo cuore che sbaglia, litiga, si espone.
Perde il senno totalmente in nome di cause e passioni.
Esce dal serio e, a volte, rivede le proprie posizioni
pentito per le parole ed i gesti.
Questo cuore tante volte incompreso.
Tante volte provocato.
Tante volte impulsivo.

Si arriffa questo squilibrato emotivo
che apre sorrisi tanto larghi
che quasi ingoia le orecchie,
ma che anche strappa lacrime e fa intristire il volto.
Un cuore da affittare,
o anche da utilizzare da parte di chi ama le emozioni forti.

Un organo abbrutito
indicato solo per chi vuol vivere intensamente
controindicato per quelli che vogliono solo passare per la vita
ammazzando il tempo,
difendendosi dalle emozioni.

Si arriffa un cuore
tanto innocente che si presenta senza armature
e lascia folle chi lo usa.
Un cuore che quando smette di battere
ascolterà dire da chi lo ha utilizzato a Sao Pedro
al momento di saldare i conti:
" Il Signore può verificare.
Ho fatto tutto correttamente, solo ho sbagliato quando ho coinvolto il sentimento.
Ho fatto solo cretinate ed è andata male
quando ho ascoltato questo pazzo cuore di bambino
che insiste nel non diventar duro
e si rifiuta di maturare"

Si arriffa un cuore,
o si scambia con un altro
che abbia un pò più di senno.
Un organo più fedele a chi lo utilizzi.
Un amico del petto che non maltratti tanto l' essere che lo difenda.
Un cuore che non sia tanto contraddittorio.

Si arriffa un cuore cieco, sordo e muto,
ma che incomoda un poco.
Un vero cacciatore di avventure che ancora non fu addomesticato, probabilmente, per rifiutarsi
di coltivare aree selvagge o razionali,
per non voler perdere lo stile.

Si offre un cuore vagabondo, senza razza, senza pedigree.
Un semplice cuore umano.
Un impulsivo membro di comportamento
fino ad essere mezzo antiquato.
Un modello pieno di difetti
che anche se fuori mercato,
fa i capricci per non modernizzarsi,
ma volta per volta, paralizza il corpo che lo domina.

Un vecchio cuore
che convince chi lo usa a render pubblici i suoi segreti
e ad avere
la petulanza di avventurarsi come poeta.

Clarice Lispector

I libri di Clarice Lispector sono acquistabili consultando i cataloghi Amazon, La Feltrinelli e IBS. I siti propongono i testi in varie lingue, compresa l'originale. Grazie al servizio offerto dalle note aziende, è possibile comprare le pubblicazioni anche ad un prezzo più conveniente:


Rifa-se um coraçao

Rifa-se um coração quase novo.
Um coração idealista.
Um coração como poucos.
Um coração à moda antiga.
Um coração moleque 
que insiste em pregar peças no seu usuário.

Rifa-se um coração 
que na realidade está um pouco usado, meio  calejado,
muito machucado e que teima em alimentar sonhos 
e cultivar ilusões.
Um pouco inconseqüente 
que nunca desiste de acreditar nas pessoas.
Um leviano e precipitado coração 
que acha que Tim Maia estava certo quando
escreveu... 
"...não quero dinheiro, eu quero amor sincero, é isso que eu
espero...".
Um idealista...  
Um verdadeiro sonhador...

Rifa-se um coração que nunca aprende.
Que não endurece, e mantém sempre viva a esperança de ser feliz, 
sendo simples e natural.
Um coração insensato 
que comanda o racional 
sendo louco o suficiente para se apaixonar.
Um furioso suicida 
que vive procurando relações e emoções verdadeiras.

Rifa-se um coração 
que insiste em cometer sempre os mesmos erros.
Esse coração que erra, briga, se expõe.
Perde o juízo por completo em nome de causas e paixões.
Sai do sério e, às vezes revê suas posições 
arrependido de palavras e gestos.
Este coração tantas vezes incompreendido.
Tantas vezes provocado.
Tantas vezes impulsivo.

Rifa-se este desequilibrado emocional 
que abre sorrisos tão largos 
que quase dá pra engolir as orelhas,
mas que também arranca lágrimas e faz murchar o rosto.
Um coração para ser alugado, 
ou mesmo utilizado por quem gosta de emoções fortes.

Um órgão abestado 
indicado apenas para quem quer viver intensamente 
contra indicado para os que apenas pretendem passar pela vida 
matando o tempo,
defendendo-se das emoções.

Rifa-se um coração 
tão inocente que se mostra sem armaduras 
e deixa louco o seu usuário.
Um coração que quando parar de bater 
ouvirá o seu usuário dizer para São Pedro 
na hora da prestação de contas:
"O Senhor pode conferir. 
Eu fiz tudo certo, só errei quando coloquei sentimento. 
Só fiz bobagens e me dei mal 
quando ouvi este louco coração de criança 
que insiste em não endurecer 
e se recusa a envelhecer"

Rifa-se um coração, 
ou mesmo troca-se por outro 
que tenha um pouco mais de juízo.
Um órgão mais fiel ao seu usuário.
Um amigo do peito que não maltrate tanto o ser que o abriga.
Um coração que não seja tão inconseqüente.

Rifa-se um coração cego, surdo e mudo, 
mas que incomoda um bocado.
Um verdadeiro caçador de aventuras que ainda não foi adotado, provavelmente, por se recusar 
a cultivar ares selvagens ou racionais, 
por não querer perder o estilo.

Oferece-se um coração vadio, sem raça, sem pedigree.
Um simples coração humano.
Um impulsivo membro de comportamento 
até meio ultrapassado.
Um modelo cheio de defeitos 
que mesmo estando fora do mercado, 
faz questão de não se modernizar, 
 mas vez por outra, constrange o corpo que o domina.

Um velho coração 
que convence seu usuário a publicar seus segredos 
e a ter a
petulância de se aventurar como poeta.

Item Reviewed: Rifa-se um Coraçao - Clarice Lispector Rating: 5 Reviewed By: Gianluigi D'Agostino