Ultimi post
Powered by Blogger.

Cantares de Perda e Predileção


Io amo colui che cammina
Avanti al mio passo
E' Dio e resiste.

Io amo la mia casa
La Terra è triste.

E' sofferente e finita
E sopravvive.

Io amo l'Uomo-luce
Che è dentro di me.
E' polvere e passione
E crede.
Ti amo, mio odio-amore
Animale-vita.
Sei caccia e persecutore
Ed hai ricreato la Poesia
Nella mia casa.
(XXIII)

 * * *

Vita della mia anima:
Un giorno le nostre ombre
Saranno laghi, acque
Che sfioreranno antichissimi tetti.
Di argilla e luce.
Fosforescenti, maghi,
Un tempo nel futuro
Saremo un solo corpo adolescente.
Io sarò in te
Trafitta. Dentro di me
Il tuo corpo. Due anime
Nomadi, perenni
Cucite con molta seduzione.
(LXVII)


Cantares de Perda e Predileção 


Eu amo Aquele que caminha

Antes do meu passo
É Deus e resiste.


Eu amo a minha morada

A Terra triste.
É sofrida e finita
E sobrevive.


Eu amo o Homem-luz

Que há em mim.
É poeira e paixão
E acredita.
Amo-te, meu ódio-amor
Animal-Vida.
És caça e perseguidor
E recriaste a Poesia
Na minha Casa.
(XXIII)

 * * *


Vida da minha alma:

Um dia nossas sombras
Serão lagos, águas
Beirando antiqüíssimos telhados.
De argila e luz
Fosforescentes, magos,
Um tempo no depois
Seremos um só corpo adolescente.
Eu estarei em ti
Transfixiada. Em mim
Teu corpo. Duas almas
Nômades, perenes
Texturadas de mútua sedução.
(LXVII)

Item Reviewed: Cantares de Perda e Predileção Rating: 5 Reviewed By: Gianluigi D'Agostino